• Enviar por e-mail

O município de Itapiranga, no oeste do estado, recebeu nesta terça-feira (13/6), a primeira etapa da ação “Cidadania Ativa Descentralizada”, do Tribunal de Contas de Santa Catarina.  A iniciativa, que integra o Programa de Interação com a Sociedade, busca contribuir para a formação e a capacitação de atores para o exercício do controle social, a partir do compartilhamento de conhecimentos relacionados à gestão pública e ao controle externo e seus resultados. A ideia é ampliar as oportunidades de integração entre TCE/SC, e o controle social, realizado individual ou coletivamente, pelos membros da sociedade.

“Sem a participação efetiva do cidadão para mudar o estado das coisas, com comportamentos mais éticos, desde o seu cotidiano até a escolha dos seus representantes políticos, não se conseguirá construir um país mais justo, coeso e ético”, defendeu o supervisor do Instituto de Contas (Icon) do Tribunal de Contas de Santa Catarina, conselheiro Herneus De Nadal, durante sua apresentação sobre o tema “O despertar da ética no combate à corrupção”. O diretor do Icon, Osvaldo Faria de Oliveira, falou a respeito do controle externo exercido pelo TCE/SC. O encontro — realizado com apoio da Faculdades Itapiranga (FAI), no auditório da Associação Atlética do Banco do Brasil — contou com a presença de mais de 350 pessoas, a maioria acadêmicos de Administração, Ciências Contábeis, Direito e Gestão Pública. Presentes também o prefeito do município, Jorge Welter e o de São João do Oeste, Fernando Bisigo, além do Diretor Geral da FAI, Leandro Sorgato, controladores internos, contadores e vereadores da região.

O “Cidadania Ativa Descentralizada”, que tem como público-alvo estudantes de ensino superior, deverá  percorrer outros municípios catarinenses. A organização do evento é do Instituto de Contas do Tribunal de Contas de Santa Catarina.

 

Saiba mais: Aspectos a serem abordados

1ª Parte – Membro do Tribunal de Contas

I – O problema da corrupção no mundo e no Brasil

a)     A percepção da corrupção no Brasil e a crise moral

b)    As iniciativas do TCE/SC

II – A missão, os valores e os objetivos estratégicos do TCE/SC

III – Os órgãos de controle interno

IV – O controle social exercido pelos conselhos públicos e pela sociedade organizada.

 

2ª Parte – Servidor do Tribunal de Contas

V – O controle externo exercido pelo Tribunal de Contas

VI – Os canais de relacionamento do TCE/SC com seus públicos estratégicos e a sociedade, em especial a Ouvidoria, o Portal (http://www.tce.sc.gov.br/)e os seus espaços dedicados a fortalecer o processo de interação da Instituição.

Fotos: Osvaldo Faria de Oliveira

Enviar conteúdo por e-mailX

Separe os endereços por vírgula