• Enviar por e-mail

O vice-presidente do Tribunal de Contas de Santa Catarina (TCE/SC), conselheiro Adircélio de Moraes Ferreira Júnior, concedeu entrevista para subsidiar a elaboração do Planejamento Estratégico da Rede Observatório da Despesa Pública (ODP) — período de 2018-2022. O objetivo foi repassar informações ao consultor, Evaldo Bazeggio, contratado pelo Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria Geral da União para conduzir o processo.

 “O planejamento estratégico irá favorecer a tomada de decisões por parte dos entes integrantes da Rede ODP, e maximizando os resultados, propiciará maior efetividade às ações na prevenção de desvios e no monitoramento das despesas públicas”, reforçou o conselheiro Adircélio, que é o coordenador nacional do projeto ODP, no âmbito da Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon).

As formas de redução de riscos da descontinuidade das estratégias; as necessidades de capacitação e de sensibilização de pessoal; as ferramentas de processamento de dados e formas de tratamento de informações para garantia da qualidade e obtenção de melhores resultados e a interação com a sociedade e incentivo ao controle social. Esses foram os temas abordados na conversa realizada por Skype no dia 11 de outubro.  O Coordenador do Núcleo de Informações Estratégicas (NIE) do TCE/SC,  Nilsom Zanatto, e a assessora da vice-presidência, Andreza de Moraes Machado, também participaram da entrevista.

Nessa etapa, foram ouvidas quinze autoridades patrocinadoras do projeto — seis representantes das controladorias internas estaduais (ODPs estaduais) e nove de Tribunais de Contas (ODP.TC). O Planejamento Estratégico consiste em processo dinâmico, participativo e contínuo para a determinação de objetivos, estratégias e ações. Trata-se de ferramenta para direcionamento e gerenciamento das atividades desenvolvidas pela Rede.

Para o conselheiro, há necessidade da Rede ODP planejar suas ações e atividades para um período prolongado, evitando, assim, desvio de rumo que ocasione a descaracterização das parcerias e que comprometa os objetivos delineados nos Acordos de Cooperação Técnica assinados.  Nos dias 8 e 9 de novembro, os integrantes da Rede ODP irão participar de Workshop do Planejamento Estratégico, na sede do Instituto Serzedello Corrêa, em Brasília (DF).

 

Os números da Rede ODP:

21 tribunais de contas (ODP.TC)

12 controladorias-gerais estaduais (ODP.Estadual)

18 controladorias-gerais municipais (ODP.Municipal)

Presente em 22 estados da Federação

Saiba mais:

O ODP é a unidade de produção de informações estratégicas do Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU), com ênfase naquelas que visam subsidiar e acelerar a tomada de decisões estratégicas, por meio do monitoramento dos gastos públicos.

O ODP.TCE Santa Catarina é a unidade operacional do Observatório da Despesa Pública no TCE/SC.

Entre as atividades realizadas destacam-se a integração das metodologias adotadas pelos signatários, a realização de trabalhos em conjunto e de treinamentos para aperfeiçoar as técnicas de prevenção e combate à corrupção.

 

 

Enviar conteúdo por e-mailX

Separe os endereços por vírgula