• Enviar por e-mail

O Dia Internacional da Mulher, 8 de março, será celebrado, este ano, em meio a um movimento global por direitos, igualdade e justiça. Temas como assédio sexual, violência e discriminação contra as mulheres mobilizam o discurso público, com crescente determinação em favor de mudanças, avalia a agência da ONU (Organização das Nações Unidas). Ações em favor da paridade de gênero estão presentes em iniciativas como #MeToo , #TimesUp e o #PressforProgress — tema da campanha de 2018 do Internacional Women’s Day (IWD).

Inspirada e em sintonia com esses movimentos em favor da construção de uma sociedade mais justa e igualitária, a Diretoria de Gestão de Pessoas (DGP) do Tribunal de Contas de Santa Catarina (TCE/SC) dá início, nesta quinta-feira (8/3), a uma programação especial que se estenderá por todo o mês de março. A proposta é celebrar avanços e promover a reflexão sobre medidas necessárias para transformar a atual realidade e a vida das mulheres em todo o mundo, valorizando o reconhecimento da sua contribuição, inclusive, no âmbito do TCE/SC.

No Espaço Cultural Willy Zumblick, no hall da sede do Tribunal, de 8 a 30 deste mês, serão disponibilizados painéis com informações sobre a história do Dia Internacional da Mulher, exemplos de realizações relevantes de mulheres ao redor do mundo, inclusive do Brasil e de Santa Catarina, além de dicas sobre obras literárias e filmes que abordam temáticas relacionadas à igualdade de gênero.

Para ampliar o olhar sobre a participação das mulheres na construção da Corte de Contas catarinense, nas suas seis décadas de história, a DGP, com apoio da Assessoria de Comunicação Social (Acom), também preparou uma exposição de fotografias de servidoras da Instituição, em especial, no seu ambiente de trabalho. As imagens, produzidas pelo fotógrafo da Acom, Douglas Santos, estarão expostas no mesmo espaço cultural e período.

A Diretoria de Gestão de Pessoas ainda prepara outras ações, a serem divulgadas ao longo do mês, para manter o público interno em conexão com a necessidade de refletir, debater e mudar padrões de comportamento para a construção de um futuro mais igualitário. Isso envolve transformações no mundo do trabalho — mesmas oportunidades e salários —, na sociedade — ações pela igualdade de gênero, respeito à diversidade e ampliação da representação política das mulheres — e, inclusive, no ambiente doméstico. “Nosso objetivo é aproveitar esse impulso global para promover a integração e o reconhecimento do papel da mulher também no âmbito do TCE/SC”, esclarece a diretora da unidade, Giane Vanessa Fiorini.

 

ONU Mulheres

De acordo com a agência das Nações Unidas, o Dia Internacional da Mulher de 2018 é uma oportunidade para transformar esse movimento global, que está em curso, “em medidas concretas de empoderamento de mulheres de todos os ambientes — rural e urbano — e de reconhecer as ativistas que trabalham sem descanso para reivindicar direitos e desenvolvimento pleno”. Nessa perspectiva, o tema  anunciado pela ONU Mulheres —“o tempo é agora: ativistas rurais e urbanas transformam a vida das mulheres” — também reflete a tendência mundial em favor da igualdade de gênero.

Enviar conteúdo por e-mailX

Separe os endereços por vírgula