• Enviar por e-mail

     O Tribunal de Contas de Santa Catarina (TCE/SC) vai anunciar, durante a sessão do Pleno de segunda-feira (8/11), que inicia às 14h, o nome dos autores dos três trabalhos vencedores da etapa estadual do Concurso de Redação, com o tema “Tribunal de Contas – orientar e fiscalizar a aplicação do dinheiro público em favor da sociedade”. Promovido pelo TCE/SC, com o apoio técnico e operacional da Secretaria de Estado da Educação (SED), o concurso teve como público-alvo cerca de 200 mil alunos das 854 escolas do ensino médio da rede pública estadual. 
     As redações classificadas em 1º, 2º e 3º lugares foram selecionadas por uma comissão técnica composta por representantes do TCE/SC e da SED. A comissão avaliou 33 dissertações — gênero definido pelo regulamento —, 32 selecionadas pelas Gerências Regionais de Educação (GEREDs) e uma pelo Instituto Estadual de Educação, de Florianópolis, durante a etapa regional, como previam as normas do concurso — na primeira fase cada escola escolheu o melhor trabalho para representá-la na fase regional.
     A solenidade de entrega dos prêmios da etapa estadual está marcada para o dia 24 de novembro, na sede do TCE/SC, em Florianópolis. O primeiro classificado receberá um microcomputador. O segundo e o terceiro colocado serão premiados com um netbook, cada um. Os professores orientadores dos trabalhos dos três alunos classificados também serão contemplados com os mesmos prêmios.    
     A iniciativa do Tribunal de Contas é um dos principais instrumentos de mobilização do projeto “TCE na Escola”, que busca aproximar o órgão responsável pela fiscalização das contas públicas da juventude catarinense e reforçar a ideia de cidadania e de controle social. “Se o jovem entende como é realizada a fiscalização das contas públicas e percebe que há formas de acompanhar como os gestores usam o dinheiro público, estará melhor preparado para exigir ações de governo mais adequadas às demandas de toda a sociedade”, acredita o presidente do Tribunal de Contas, Wilson Rogério Wan-Dall, que aposta no potencial de mobilização do novos fiscais do dinheiro público que participaram da ação do “TCE na Escola”.

Enviar conteúdo por e-mailX

Separe os endereços por vírgula